domingo, 23 de dezembro de 2007

Posto da Vila Esperança está pronto a mais de um mês.


Wil Scaliante

A reforma no Posto de Saúde da Vila Esperança já foi concluída a mais de um mês. De acordo com moradores da região não entra se quer um pedreiro ou pintor dentro do dele. O posto deve ser reaberto em ano político, 2008.
Em quanto isso os médicos e enfermeiros atendem os pacientes em uma pequena casa próxima ao prédio do Posto.
ACORDA MARINGÀ!

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Tem dupla Sertaneja nova na parada!

Wil Scaliante

Yudi e Leandro. Essa é nova dupla sensação de Maringá, Loanda e região. Com composições prórpias, a dupla vem conquistando aos poucos seu espaço no mercado sertanejo.
No site da dupla você pode baixar os sucessos dos jovens cantores:
1- Vem comigo ( /Alexandre yudi )
2- Cansado de você ( /Alexandre yudi )
3- Galera animada ( /Alexandre yudi )
4- É nesse embalo que eu vo ( /Alexandre yudi )
5- Vamos Troca o coração ( /Alexandre yudi)
6- Assim ele não da pra mim ( /Alexandre yudi )
7- Conselho de amigo ( /Alexandre yudi )
8- Doidinho por você ( /Alexandre yudi )
9- Tudo ou Nada ( /alexandre yudi )
10- Jogo duro ( /Alexandre yudi )
11- Nunca mais vou te esquecer ( /Alexandre yudi )
12- Sonho real ( /Alexandre yudi )
13- O esquisito e o Baiano ( /Alexandre yudi )
14- Vergonha de amar ( /Alexandre yudi )

www.yudieleandro.com.br

Dia 29 no Aquaticus Bar.
Vale a pena conferir, essa dupla promete.
Yudi e Leandro, Vem Comigo!!


Hora do descanso

Wil Scaliante

Estamos de Férias!
O blog não será atualizado diariamente. Sempre que possível estarei colocando algumas matérias ou notas, agradeço a todos os leitores.

Enquete encerrada

Wil Scaliante

Qual destes candidatos você votaria para prefeito de Maringá?

Enio Verri - 30% das intenções de voto
João Ivo - 6% das intenções de voto
Silvio BarrosII- 60% das intenções de voto
Wilson Quintero - 2% das intenções de voto

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Amém Silvio Barros! Rejeitada eleição direta nas escolas em Maringá.

Wil Scaliante
Blog do Rigon
Pela segunda vez, a maioria dos vereadores da Câmara Municipal de Maringá - a chamada Turma do Amém ou Turma do Sim Senhor - rejeitou projeto que instituía a eleição direta nas escolas e CMEIs da cidade. Por uma brecha no Regimento Interno, o projeto foi reapresentado pelo vereador Humberto Henrique (PT) e foi rejeitado com 10 votos.
Em compensação, para manter a risca de que nem tudo é divulgado e discutido antes de ser votado, nada menos que oito projetos entraram em regime de urgência; metade foi enviada pelo prefeito Silvio Barros II (PP). Um deles altera áreas de três quadras do Loteamento Sumaré, que passa de ZR-2 para ZR-3. Estranho, pois o loteamento foi recentemente aprovado pela própria prefeitura e as vendas das datas estavam sendo feitas há tempos.

PS - A respeito da votação, a assessoria de HH informou que, além dele, votaram favoravelmente os vereadores Mário Verri (PT) e Marly Martin (DEM), que concordam com a orientação do ministro da Educação, Fernando Haddad, de que a escolha da direção das escolas precisa ser democrática e incluir a capacitação dos profissionais escolhidos pela
comunidade escolar. "Com esta decisão, a prefeitura prorroga uma política implantada em 2006,
contrariando uma tendência nacional, o interesse da comunidade escolar e favorecendo a indicação da direção nas escolas por intermédio de políticos, como acontece na maioria das cidades onde o mesmo procedimento vigente em Maringá é implantado".

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Falta papel higiênico nos Postos de saúde

Blog do Mariano
Em um dos postos de saúde que falta papel higiênico, tem um aviso, num cartaz, mais ou menos assim: "por favor, se for utilizar o banheiro solicitar papel higiênico na recepção". É mole ou quer mais.

Futuro do Corinthians

Wil Scaliante

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Muito bom esse blog!


Wil Scaliante
E ainda tem o orkut da pessoa que postou.
Pérolas do Orkut

BOPE na Zona 7?

Wil Scaliante
Hoje presenciei uma típica cena de manipulação de imagem. Estava na festa da Zona 7, quando os policias passaram todos pomposos em meio aos estudantes. Repentinamente um dos policiais pega uma garrafa, encosta no meio fio e a quebra com o cacetete, tudo isso enquanto a imprensa filmava, especificamente a RPC. Pelo o que deu a entender no momento, foi manipulação de imagem.
Outra cena, foi que os policiais esperaram juntar um bom numero de estudantes perto de onde estavam para começarem a andar esbanjando poder, mostrando suas armas e cacetetes.
O melhor momento foi o em que os estudantes começaram a cantar a música do filme tropa de elite. E confesso que a prepotência dos policiais me lembrou do filme, não presenciei agressão, mas sim uma prepotência incrível.
No momento em que passava em frente a biblioteca da UEM, por volta de umas 20:00 horas, percebi uma movimentação estranha. Cinco meninos cercaram um estudante e o assaltaram. Tentaram levar o tênis do garoto mas acabaram desistindo. Conversei com o estudante e ele disse que levaram sua carteira e o brinco que usava. A policia foi avisada, mais pelo que me parece ela não apreendeu os jovens assaltantes. Cuidado moçada andar na UEM de noite não é muito seguro.

domingo, 2 de dezembro de 2007

Corinthians na série B e Palmeiras fora da Libertadores

Wil Scaliante

Inevitável e merecidamente o Corinthians é rebaixado e fica fora da elite do futebol brasileiro. Não é a primeira vez que o time foi ameaçado pelo fantasma da segunda divisão. Com uma diretoria desorganizada e um elenco de série B, o Corinthians deixa os grandes times brasileiro e vai jogar com os pequenos.
Tenho dó dos Corinthianos, que time brasileiro ficou 97 anos tentando ganhar uma libertadores e nunca conseguiu? Um time guerreiro e sonhador, porém este ano mediucre.
Menos ruim que o Corinthians foi o decadente palmeiras que ficou fora da Libertadores. O ultimo titulo que conquistou foi o da série B. Os presuntinhos, ainda ficam contentes, em dizer que estão felizes por o Corinthians estar rebaixado, com um time como este é melhor torce contra os rivais, pois torcer para seu time é difícil.

Prêmio da Mega deve chegar a 40 milhões

Wil Scaliante
O prêmio da Mega acumulou mais uma vez, ninguém acertou as 6 dezenas. Provavelmente ele deve chegar a 40 milhões dentro de 5 dias.
Os numeros sorteados de hoje:
02 - 20 - 21 - 27 - 51 - 60

Datafolha diz que 65% dos eleitores são contra terceiro mandato

Wil Scaliante
Pesquisa Datafolha publica na Folha deste domingo, afirma que 65% dos eleitores entrevistados são contra terceiro mandado ao presidente Lula, 31% apoiam a possibilidade.
A pesquisa ouviu ouviu 11.741 pessoas, em 390 municípios de 25 Estados.
É importante lembrar que até este momento o presidente Lula é contra o terceiro mandato. Lula como presidente pela terceira vez, não passa de boatos e especulações.

Folha diz que projeto do PT abre brecha para rever mandato

Wil Scaliante
A proposta de Assembléia Constituinte exclusiva que o PT sugere criar abre brechas para que eventualmente se discuta uma reformulação completa do sistema político-eleitoral brasileiro, incluindo a questão do mandato presidencial --duração e reeleição--, informa reportagem desta sexta-feira da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal ou do UOL).
O texto do projeto de lei de iniciativa popular para realização de um plebiscito sobre a Constituinte, publicado nesta quinta-feira (29) no site do PT, dá munição à oposição, que rechaça articulações para garantir um terceiro mandato ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O projeto prevê a realização de um plebiscito em 31 de janeiro de 2009 para saber se a sociedade é a favor da Constituinte específica para promover uma reforma constitucional no "Título IV da Constituição", que trata "da organização dos poderes", "do poder legislativo" e "do Congresso Nacional". Entre esses capítulos está o artigo 77, modificado em 1997 pela emenda 16, a "emenda da reeleição".
O deputado federal Maurício Rands (PT-PE), encarregado pela direção do PT de elaborar o texto do projeto, afirmou que a convocação do plebiscito faz uma menção genérica. "Primeiro o povo vai dizer se quer ou não a Constituinte. Se quiser, a Constituinte é que vai dizer o que ela vai votar", afirmou, negando que o texto abre brechas para dúvidas da oposição em relação às intenções do PT.
"A oposição vai criar confusão com tudo o que fizermos. A sombra é o terceiro mandato. O povo quer o terceiro mandato. Mas nós não vamos fazer isso, nem se o povo quiser."

Vestibular da UEM começa hoje e tem mais de 16 mil candidatos

Wil Scaliante
Começa neste domingo o vestibular de verão da UEM. Serão três dias de provas. As provas começam as 9:00 hrs e vão até as 13:00.
São 16.639 alunos inscritos, disputando 1.562 vagas em 49 cursos de graduação.
Novamente o curso de Medicina é o mais concorrido, são 80,4 por vaga. O segundo colocado é o curso de Arquitetura e Urbanismo com 30,7 candidatos inscritos para cada vaga, seguido por Direito noturno, com 24, e Odontologia, com 23,2.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

DCE é contra a represão aos estudantes. Não a violência policial!

Wil Scaliante:

DCE divulga nota sobre a polêmica na Zona 7, estou totalmente de acordo com o DCE.

Nos últimos dias, os meios de comunicação anunciaram o aumento da repressão contra as festas que ocorrem nos arredores da UEM. Nesta terça-feira, uma “força-tarefa” foi formada por policiais, prefeitura e representantes do poder judiciário, e segundo o jornal O Diário (28/11/2007) deverá executar “ações severas” contra a “poluição sonora” em Maringá.

Um dos principais alvos será o próximo vestibular da UEM. O prefeito Sílvio Barros declarou “tolerância zero”, e disse que os bares lotados de gente serão alvos da ação. O objetivo do prefeito e das instituições envolvidas na tal “força tarefa” é passar a imagem de que os estudantes são “baderneiros”, “arruaceiros”, e reprimir a realização das festas através da força policial. Perguntamos: será que não foi suficiente um estudante inocente ter sido atacado por um cachorro da polícia no ano passado? Não bastam as “blits”, nas quais os estudantes são tratados como bandidos, obrigados a “encostar na parede” para serem revistados?

O aumento da repressão em Maringá não está isolado, mas é parte de um processo mais geral de ataques às manifestações da juventude, tanto culturais como políticas. Não é a toa que nas novelas se tenta passar a imagem de que movimento estudantil é “coisa de baderneiro”, justamente no momento em que os estudantes se levantam contra os ataques do governo e obtém conquistas em uma série de universidades.

Não é por acaso que em cidades como São Paulo as manifestações artísticas de setores da periferia são duramente reprimidas, tampouco é causalidade que em universidades como a USP é proibido até mesmo colar cartazes. O DCE-UEM repudia qualquer forma de violência e repressão. Em nossa cidade, o prefeito e demais administradores querem resolver com truculência um problema educacional.

Defendem mais polícia no vestibular, mas não dizem que o grande número de pessoas nos arredores da UEM expressa nada mais do que o pequeno número de vagas oferecidas nas universidades públicas, por falta de investimento dos governos. Os estudantes exigem a ampliação do número de vagas, mas com garantia de qualidade e estrutura, diferente do que quer o governo Lula com o REUNI.

Queremos a criação de um espaço cultural, assim as festas não precisariam acontecer na rua, o único lugar disponível atualmente. Reivindicamos a construção imediata da casa do Estudante, dessa forma não haveria aglomerações nas repúblicas e o problema da moradia seria resolvido, pois os aluguéis são caríssimos e os estudantes muitas vezes não conseguem alugar imóveis por conta do preconceito que sofrem.

No entanto, nada disso se resolve com medidas repressivas, mas somente com mais verbas do Estado.Frente os ataques repressivos do prefeito e sua “força tarefa”, a garantia da liberdade de expressão passa primeiramente pela denúncia. Nesse vestibular, ou em qualquer ocasião, se você, vestibulando ou estudante da UEM, sofrer qualquer tipo de violência policial ou ação repressiva, não se cale! Procure o DCE para tomar as medidas cabíveis. DCE: Bloco 6, Sala 2 - Fone 32614205

DCE E CENTROS ACADÊMICOS PREPARAM CALOURADA

Para recepcionar os futuros colegas de Universidade, o DCE e os Centros Acadêmicos de diversos cursos, estarão realizando diversas atividades para auxiliar e integrar os novos colegas. Somos contra o Trote Violento, por isso estaremos preparando uma recepção com uma Festa da Calourada, um Debate sobre a Situação da Educação e um Festival de Bandas. Até lá!

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

BAMBInos, o Peixe é octa, penta é pouco.

G1
Adversários nas eleições do próximo dia 8 de dezembro, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, e o grupo de oposição Resgate Santista, que apóia o candidato Paulo Schiff, têm pelo menos um ponto com o qual concordam plenamente: ambos querem ver o Peixe ser considerado octacampeão brasileiro e, assim, desbancar São Paulo e Flamengo, ambos pentacampeões.

A associação Resgate Santista lançou a campanha "Penta é pouco para quem é octa": uma carta aberta ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pedindo que o órgão oficialize os cinco títulos da Taça Brasil, conquistados pelo Peixe entre 1961 e 1965, além do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, de 1968. São duas competições de âmbito nacional, que davam vagas para a Taça Libertadores.

O atual Brasileiro começou a ser disputado em 1971, e o Santos o conquistou duas vezes: 2002 e 2004. Para os santistas que pleiteiam o octa, o Peixe é bicampeão do Campeonato Brasileiro, mas octacampeão nacional. A tese agora também é defendida por Marcelo Teixeira. Durante cerimônia para a assinatura da renovação de contrato com o patrocindor do Santos, na última quarta-feira, o mandatário alvinegro revelou que vai pedir a Ricardo Teixeira o reconhecimento dos títulos nacionais conquistados nos anos 60.

- Somos o clube que mais títulos nacionais conquistou no Brasil. São oito, todos legítimos. Vencemos duas Libertadores e dois mundiais por causa desses títulos. Por isso, já enviamos toda documentação para a CBF, para que o nosso octa seja homologado - afirma Teixeira.

Brasil está entre os piores no ensino de ciências, diz OCDE

Wil Scaliante
Relatório parcial do Pisa 2006 foi divulgado nesta quinta-feira (29).
Atrás do Brasil estão apenas a Colômbia, Tunísia, Azerbaijão, Qatar e Quirguistão

O Brasil ocupa uma das últimas posições do ranking internacional que avaliou o ensino de ciências em alunos com cerca de 15 anos de 57 países. Atrás do Brasil, que obteve 390 pontos no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa), estão apenas a Colômbia, Tunísia, Azerbaijão, Qatar e Quirguistão.

O ranking é elaborado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e divulgado a cada três anos. A lista detalhada será anunciada no dia 4 de dezembro. Clique no link abaixo para consultar o ranking:

Enquete encerrada

Wil Scaliante

Em Maringá, qual destes partidos é o melhor?

PMDB - 0%
PSDB - 5%
PP - 5%
PT - 38%
PSOL - 5%
DEM - 0%
PSTU- 33%
PCdoB- 0%
PDT- 0%
PTB- 0%
PV- 11%

"Senhor da razão"

Trechos de artigo do vereador Mário Verri (PT), amanhã em O Diário, intitulado "Demolição não resolve":

A aprovação do projeto que prevê a demolição da velha estação rodoviária só veio ratificar que o prefeito Silvio Barros (PP) se julga um iluminado, senhor da razão. Novamente, como tem acontecido com todos os projetos enviados pelo Executivo ao Legislativo, este também tramita em regime de urgência, consumando o estilo ditatorial do mandatário municipal de atropelar discussões, calar críticos e fazer prevalecer sua vontade, já que tem maioria na Câmara.
Básico aqui é entender que o prédio da antiga rodoviária, em si, não torna o lugar menos ou mais inseguro, menos ou mais reduto de drogas e marginais. O problema é que o centro da cidade foi abandonado. E onde impera o abandono prosperam os excluídos, descamisados, os "dejetos" do mundo, como os chamam os equivocados.
(...) Se os próprios proprietários de lojas, que foram praticamente despejados dali, prontificam-se a participar de um projeto de recuperação e resgate da velha rodoviária, o que leva a prefeitura a não desistir de seu intento demolidor? Vale refletir.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

Nota do DCE é falsa

Wil Scaliante

A nota postada a baixo, que supostamente expressava a opinião do do DCE da UEM é falsa.
A nota foi retirado do Blog do Rigon, que corrigiu a informação.
O DCE disse que ainda não se pronunciou sobre o assunto, e quando se pronunciar, emitirá uma nota em seu blog.

Seria o fim do espírito universitário na Zona 7?

Wil Scaliante

Incomodados com a suposta “baderna promovida por estudantes”, moradores da Zona 7, irão levar um abaixo assinado à sessão do Legislativo, cobrando fiscalização da prefeitura. O documento inclusive se tornará um requerimento, tendo a vereadora Marly Martin (DEM) como autora.

O que me espanta, é que a Zona 7 ou Jardim Universitário, é um local onde existe maior concentração de estudantes, será mesmo que a maioria dos moradores estão incomodados?

Concordo com a nota emitida pelo DCE da UEM, argumentando que a Universidade, tem 30 anos de funcionamento no mesmo local. Durante esses 30 anos sempre houve as confraternizações nas e republicas e nos bares do bairro. Se essas famílias querem sossego, porque não escolheram um bairro mais tranqüilo para morar. Normalmente os estudantes que querem tranqüilidade moram em lugares mais afastados dali. O que realmente querem, é acabar com o espírito universitário do bairro.

Nota do DCE da UEM

O DCE DA UEM, ATRAVES DE SEUS REPRESENTANTES ACHA RIDICULA TAL DISCUSSAO, HAJA VISTO QUE:
- A UEM TEM 30 ANOS DE FUNCIONAMENTO, SEMPRE NO MESMO LOCAL;
- SEMPRE NAS SUAS IMEDIACOES, HOUVE AS CONFRATERNIZACOES DOS ESTUDANTES;
- TODOS SABEM QUE CONFRATERNIZACOES E VARIOS JOVENS JUNTOS RESULTAM EM BARULHO;
- FOI FEITO UMA PESQUISA COM OS JOVENS QUE ALI MORAM SE ELES NAO AGUENTAM OU NAO PARTICIPAM DAS FESTAS E BARULHOS DAS IMEDIACOES ?;
- SE A UEM ESTA A 30 ANOS NO MESMO LOCAL E SEMPRE HOUVE AS CONFRATERNIZOES NAS REPUBLICAS E NOS BARES DAS IMEDIACOES DA UEM, PORQUE ESSAS FAMILIAS INDIGNADAS FORAM MORAR ALI ?
- SE QUERIAM SUSSEGO, PORQUE NAO FORAM MORAR PERTO DO CEMITERIO OU EM UM BAIRRO MENOS BARULHENTO, ONDE NAO HAJA ESTUDANTE, JA QUE SABIAM ONDE ESTAVAM INDO MORAR ?
- OS ESTUDANTES QUE QUEREM SUSSEGO, MORAM GERALMENTE EM LOCAIS UM POUCO MAIS AFASTADOS DALI;

PODIAMOS ELENCAR AQUI, MAIS 1000 ARGUMENTOS DE QUE A REGIAO SEMPRE FOI ESTUDANTIL E DEVE SER ASSIM MESMO, ESSE EH O ESPIRITO UNIVERSITARIO, E ESTAS PESSOAS, JUNTAMENTE COM A VEREADOR MARLY ESTAO TENTANDO BARRAR E ATEH EXPULSAR A FESTA E O ESPIRITO UNIVERSITARIO DO NOSSO JARDIM UNIVERSITARIO.
AH, NAO SE PODE NEM DIZER QUE NO “ JARDIM UNIVERSITARIO” AS MORADIAS SAO MAIS BARATAS, POIS O LOCAL EH SUPER VALORIZADO, ONDE QUEM QUER SUSSEGO PODE COMPRAR UMA CASA OU RESIDENCIA EM QUALQUER LUGAR DE MARINGA COM O VALOR QUE PAGARAM EM SUA RESIDENCIA NO “NOSSO” JARDIM UNVIRSITARIO.
ASSIM, REITERAMOS QUE, OS VERDADEIROS INTRUSOS DO “NOSSO” JARDIM UNIVERSITARIO SAO ESSAS PESSOAS QUE BUSCAM SUSSEGO (sic) E SILENCIO ABSOLUTO NO “NOSSO” BAIRRO.

AMANDA LEMES
Coordenadora

terça-feira, 27 de novembro de 2007

Lula já se prepara para hipótese de perder a CPMF


Blog da Folha
Receio de derrota leva o presidente a adiar projetos
Escrito por Josias de Souza

Em público, Lula e seus auxiliares afirmam que não têm dúvidas quanto à aprovação da CPMF no Senado. Em reunião realizada nesta segunda-feira com quatro ministros, o presidente da República considerou, pela primeira vez, a hipótese de perder a arrecadação do imposto do cheque, estimada em R$ 40 bilhões para o ano de 2008.

Precavido, Lula determinou o adiamento de projetos e de iniciativas que, a seu juízo, dependem do tamanho da receita. Em conversa com um dos ministros que estiveram na reunião com o presidente, o blog apurou algumas das decisões.

1. Orçamento da União: o governo já enviou ao Congresso o orçamento para o ano de 2008. Prevê receitas de R$ 1,4 trilhão e despesas no mesmo montante. Nesse universo, a CPMF é um grão de areia. Mas Lula concluiu o óbvio: se o tributo não for prorrogado, o governo terá de voltar à prancheta. Presente à reunião desta segunda, o ministro Paulo Bernardo (Planejamento), deu razão ao chefe. E o presidente disse que, na fila de prioridades do governo, a votação da CPMF precisa vir antes do Orçamento. No curso da reunião, deixou antever que, frustrada a receita da CPMF, seus auxiliares terão de se virar para manter intactos pelo menos três rubricas: a que prevê os investimentos na Saúde, as verbas destinadas às obras do PAC e o orçamento do Bolsa Família;

2. Pacote para a indústria: nos últimos meses, a equipe do ministro Guido Mantega (Fazenda) gastou parte de seu tempo na elaboração de um pacote de desonerações tributárias. A idéia é desafogar setores da indústria que foram prejudicados com a apreciação do real frente ao dólar. O pacote custaria à União uma perda de arrecadação estimada entre 4,5 bilhões e R$ 5 bilhões. Pretendia-se anunciar o conjunto de medidas nos primeiros dias de dezembro, antes da votação da CPMF. No encontro desta segunda, Lula deu meia-volta. Determinou a Mantega que mantenha o pacote na gaveta. Acha que o governo não pode se dar luxo de abrir mão de receita antes de saber se vai ou não contar com os R$ 40 bilhões da CPMF. Presente à reunião, o ministro da Fazenda deu-lhe razão.

3. Salário da Polícia Federal: depois de autorizar o reajuste da folha de salários de agentes de delegados da PF, o governo defrontou-se com reivindicação semelhante dos funcionários administrativos da polícia. Paralisa daqui, negocia dali, o Planalto concordara em enviar ao Congresso uma medida provisória aumentando os contra-cheques desses servidores. Paulo Bernardo sugeriu e Lula concordou em adiar também esse reajuste até que o Senado decida o que fazer com a CPMF.

4. Emendas de parlamentares: antes de se demitir da coordenação política do governo, empurrado pela denúncia do tucanoduto, Walfrido dos Mares Guia deixou esboçada uma planilha com as emendas orçamentárias apresentadas pelos senadores. A exemplo do que fizera na Câmara, o governo amarrou a liberação das verbas ao cronograma de votação da CPMF. Na primeira quinzena de novembro, foram empenhados cerca de R$ 320 milhões. O empenho é a fase que antecede o pagamento efetivo. Privilegiaram-se as emendas coletivas em detrimento das individuais. Entre os autores misturam-se senadores governistas e oposicionistas. O presidente recomendou ao ministro José Múcio (PTB-PE), sucessor de Mares Guia, que dê meia-trava nas liberações. Deseja privilegiar, nessa fase, os senadores que se disponham a votar a favor da CPMF.

A despeito das providências preventivas, Lula recomendou aos ministros, inclusive a José Gomes Temporão (Saúde), do PMDB, também presente à reunião, que auxiliem o governo na guerra que vem sendo travada no Senado. Uma guerra que o Planalto considera difícil, mas não impossível de ser vencida. Nos próximos dias, o próprio Lula vai arregaçar as mangas. Chamará para conversar senadores individualmente e bancadas.

Para o presidente, seu envolvimento direto deixará claro aos "aliados" que claudicam em suas convicções governistas que a CPMF é prioridade zero. Ansiosos por obter vantagens do governo, os partidos associados ao consórcio lulista festejam a decisão.

Também na reunião desta segunda, Lula decidiu descumprir a promessa de enviar ao Congresso, até 30 de novembro, a proposta de reforma tributária. Assumido durante a frustrada negociação com o PSDB, o compromisso fora renovado, na seqüência, em encontro de Guido Mantega com líderes de partidos governistas. Prevaleceu, porém, o entendimento de que a proposta, por polêmica, mais atrapalharia do que ajudaria no embate da CPMF. Segundo a senadora Ideli Salvatti (SC), líder do PT, foram os próprios senadores governistas que aconselharam o Planalto a optar pelo adiamento. A oposição, como sói, chiou.

SISMMAR QUESTIONA LICITAÇÃO DO PLANO DE SAÚDE DO SERVIDOR JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Blog do SISMMAR
O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Maringá ingressa na data de hoje (26.11) com pedido de suspensão do processo licitatório da contratação de empresa para manutenção do sistema de atenção à saúde dos servidores do Município de Maringá – SAMA, criado recentemente através de Lei Municipal.
O pedido é destinado às promotorias de defesa da saúde pública e do patrimônio público e se sustenta nos seguintes argumentos:
1) vício regimental na lei municipal que criou o sistema de atenção à saúde, uma vez que a aprovação se deu na mesma sessão que alterou a lei orgânica do Município;
2) vícios na própria lei que não prevê de forma transparente quais serão os recursos destinados ao custeio do “novo” plano, bem como a destinação de recursos não mais da folha de pagamento, mas da rubrica geral do orçamento do Município;
3) vícios no edital de licitação, tais como: a) redução da cobertura da CAPSEMA, para atendimentos de natureza básica; b) obrigatoriedade de credenciamento do prestador junto ao SUS, que assumiria procedimentos mais complicados, importando desta forma em violação ao princípio da universalização; c) pagamento antecipado dos serviços; d) suspeição quanto ao direcionamento do edital, tendo em vista os critérios exigidos.
Nos requerimentos o SISMMAR solicita aos Promotores que:
a) Intimem o Prefeito Municipal para que suspenda o processo licitatório, em caráter urgente e preventivo;
b) Seja o Prefeito Municipal obrigado a garantir o funcionamento da CAPSEMA através da destinação dos recursos legais já previstos no orçamento e descontados da folha de pagamento, na ordem de 3% (três por cento) para o servidor e 8% (oito por cento) para o Executivo;
c) Que o MP ingresse com a respectiva Ação Direta de Inconstitucionalidade da Lei Municipal nº 687/2007 que instituiu o Sistema de Atenção à Saúde dos Servidores do Município de Maringá – SAMA, em virtude de vícios regimentais no processo legislativo e de conteúdo da própria lei.
Esta medida tomada pelo sindicato se propõe ao mesmo tempo, garantir a manutenção dos serviços de assistência à saúde dos servidores e, denunciar possíveis irregularidades no gasto do dinheiro público.

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

J Malucelli é campeão da Taça Paraná

Wil Scaliante

Neste domingo em Curitiba, no no Ecoestádio, se enfrentaram J Malucelli e Londrina pelo segundo jogo da final da Taça Paraná.
O primeiro jogo em da final, aconteceu no estádio Vitorino Gonçalves Dias (VGD), em Londrina e terminou empatado em 2 a 2.
O Jotinha, campeão do segundo turno, venceu o segundo jogo por 2 a 1 e foi Campeão da Taça Paraná. Com o título, o Jotinha garantiu vaga na Série C do Campeonato Brasileiro 2008 e na Copa do Brasil 2009.

Gols: Bruno Batata e Marcelo Soares marcaram para o J. Malucelli e Nem fez o de honra do Londrina.

domingo, 25 de novembro de 2007

sábado, 24 de novembro de 2007

Ministro vem apoiar eleições do PT no Paraná

O Diário

Murilo Gatti

Paulo Bernardo participa amanhã, em Maringá, do debate com os três pretendentes à chefia do diretório estadual do partido; Gleisi, esposa do ministro, é candidata


A Câmara Municipal de Maringá vai sediar amanhã, a partir das 14 horas, um debate entre os três candidatos à presidência do diretório estadual do Partido dos Trabalhadores (PT): o deputado federal Assis Miguel do Couto; a pré-candidata à prefeitura de Curitiba, Gleise Hoffmann; e o vice-prefeito de Sarandi, José Aparecido da Silva, o Zezinho.


O nome mais aguardado para o encontro, no entanto, é o do ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, que chega hoje a Maringá. De acordo com a assessoria de imprensa do partido na cidade, Paulo Bernardo, marido de Gleise, vai incentivar os filiados do PT a participar das eleições da legenda, marcadas para o dia 2 de dezembro.


Antes do encontro partidário, o ministro vai cumprir agenda política de cortesia em Maringá e receber homenagem em Paranavaí. Hoje, às 9 horas, está marcada uma reunião na Prefeitura de Maringá, com o prefeito Silvio Barros (PP). De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, Silvio não vai aproveitar o encontro para fazer reivindicações, mas para agradecer o bom relacionamento entre o governo federal e o município.


Depois, Paulo Bernardo, que terá a companhia do secretário de Estado do Planejamento, Ênio Verri (PT), durante a passagem pela região, vai participar da reunião dos prefeitos da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep).


Com a presença do ministro, os prefeitos representantes dos 30 municípios da Amusep vão discutir o gerenciamento dos resíduos sólidos e ações de co-participação com a Associação dos Municípios do Paraná (AMP) e com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).


Silvio Barros também vai fazer um relatório da visita ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), onde representou a Amusep e entregou um projeto de desenvolvimento regional. Outro tema da reunião da associação vai ser a preparação para o encerramento do mandato e o planejamento para 2008.


À tarde, o ministro segue para Paranavaí, onde vai receber o título de cidadão honorário, em sessão especial da Câmara. Entre outros motivos, a homenagem é um agradecimento dos vereadores paranavaienses à instalação do Instituto Tecnológico Federal na cidade.

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Silvio Barros II, O Lenhador.

Câmbio dos Corinthianos

Restaurante popular

Blog do Gilson Aguiar

Maringá terá um restaurante popular. As verbas já estão sendo liberadas pela Caixa Econômica Federal. Serão mil refeições diárias em torno de R$ 1,80. O funcionamento será no segundo semestre do ano que vem.

O restaurante trará benefícios a população de baixa renda que necessita de alimentação de qualidade por um custo menor. A saúde sempre está em risco quando nos alimentamos pelo preço sem ter opção de qualidade.

PRÊMIO FACTORAMA DE MEIO AMBIENTE 2007

Escrito por: Jorge Villalobos no blog Factorama

No dia 12 de dezembro serão entregues os prêmios Factorama de Meio Ambiente 2007. estes prêmios pretendem contribuir na conscientização das pessoas para mudarem suas práticas ambientais, pois a vida não é possível numa floresta de plástico.
Os prêmios estão relacionados diretamente com as ações ambientais que tem impactos diretos no cotidiano da cidade de Maringá.
A primeira categoria é do YPÊ ROXO, espécie rara, nativa da mata atlântica. Este prêmio é para os destaques em prol da construção de uma moral de caráter sócio-ambiental, de ética para o futuro e de solidariedade intrageracional.
Este ano, a segunda categoria do prêmio, passou a ser denominado de Mudança Climática. No entanto, ele continua destinado aos destaques por falta de consciência ecológica que são a base da crise ambiental.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Enquete encerrada

De sua nota para a administração Silvio BarrosII em Maringá.

10 - 21%
9 - 3%
6- 6%
5- 3%
4- 9%
3- 3%
2- 3%
0- 50%

Média do governo Silvio Barros II: 3, 5

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

Blog Rubem Mariano:

O juíz da 4ª Vara Cível de Maringá, Alberto Marques dos Santos condenou o presidente da Câmara de Vereadores, João Alves Correa (John) (PMDB) por não acatar ordem judicial para a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a compra, suspeita de superfaturamento, de 20 computadores portáteis.

Na sentença, o juiz condenou o presidente a pagar multa no valor equivalente a 30 vezes a maior remuneração recebida por John, durante a Presidência da Câmara, com correção pelo INPC do IBGE, mais um por cento de juros ao mês.

Sem juros e correção, o valor seria de algo próximo a R$ 262 mil.
John foi condenado também a pagar as custas processuais e os honorários. O presidente da Câmara, livrou-se, no entanto, da suspensão dos direitos políticos, que resultaria em perda de mandato.

Em agosto de 2006, o juíz da 2ª Vara Cível, Airton Vargas da Silva, determinou que fosse aberta, no prazo de cinco dias, a CEI para investigar a contra, suspeita de superfaturamento, de 20 laptops, dois tripés de filmadora e de alguns acessórios para a câmara.

O presidente da Câmara recorreu da decisão e a CPI só foi aberta 80 dias após a determinação judicial.

Os equipamentos foram comprados em 2005. O Ministério Público acusa a licitação de ter sido dirigida e vê superfaturamento na aquisição dos equipamentos.

A condenação é em primeira instância e cabe recurso.

O procurador jurídico da Câmara, Orwille Moribe disse à reportagem de O Diário que desconhece o teor da sentença e considera a condenação "um absurdo".

Moribe adiantou que vai recorrer.

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Nota: Rigon sofre infarto

Wil Scaliante
O jornalista Angelo Rigon, sofreu um infarto neste ultimo domingo. De acordo com a nota emitida em seu blog, seu estado é estável e consciente.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Pra começar bem o dia

Wil Scaliante


É hoje em Maringá, Victor e Léo no pavilhão azul do Parque de Exposição.

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Votação encerrada.

Wil Scaliante

Natanael é o nome do mascote do Natal de Maringá, o nome do mascote deveria mudar?

Sim: 61%
Não: 16%
Indiferente: 21%

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Clínica interditada

Blog do Rigon
A clínica-escola do curso de odontologia do Cesumar está parcialmente interditada, desde a semana passada. Rachaduras abriram-se nas paredes e no piso do Bloco 6, chegando a provocar a interrupção das atividades. Um estrondo foi ouvido quando apareceram as rachaduras.
Diretores daquele centro universitário visitaram o local e, durante a inspeção, houve novo tremor, obrigando todos a um recuo estratégico.
Parte do Cesumar foi construída sobre o antigo lixão da cidade

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Opinião do blog Primeiros Fatos

A opinião de Carlos Emar Mariucci Jr, quem escreve a nota para o blog Primeiros Fatos

Mais uma vez a vontade do prefeito é imposta com a ajuda de seus subservientes vereadores da maioria inescrupulosa aliada que no dia de ontem 8 de novembro com onze votos a três aprovou o projeto de lei do Sistema de Atenção a Saúde dos Servidores Públicos de Maringá. Isso significa que a CAPSEMA não atendera mais os interesses dos servidores públicos municipais . O projeto de lei que também foi aprovado em primeira instancia como lei orgânica do município, sofreu varias reivindicações por parte da oposição que pedia maior prazo para estudo da proposta e esclarecimento em pontos específicos da lei, como na mensagem de numero 202 da lei que pontua os atendimentos feitos pelo novo sistema, de forma vaga em sem valores colocados, assim deixando tais importantes informações para serem discutidas depois do projeto já votado, como o próprio vereador aliado do prefeito, Dorival Dias(PSDB) afirma, nas mãos das empresas concorrentes na futura licitação e na mão do prefeito Silvio Barros(PP). De forma que a oposição não concorda, pois sem números pré-colocados o prefeito pode alterar esses pontos de forma ao seu gosto e conveniência.
Além de varias discussões entre os próprios vereadores que trocaram ofensas principalmente da parte do vereador Mario Hossokawa(PMDB) que chamou de “demagogo” o vereador Humberto Henrrique(PT) ao qual respondeu junto com o vereador Mario Verri(PT) que tinha o direito da palavra, de forma que o líder do prefeito não levantasse mais em defesa do projeto ao qual não entendia muito bem segundo conversas fora do horário de sessão, se limitando ao voto que por uma câmara sem expressão por parte da maioria dos vereadores irremediavelmente aprovaria, e assim foi feito.
Momentos mais tensos ainda ocorreram durante a noite por protestos de servidores indignados, que acompanhavam no plenário, de maneira que deixou o presidente da casa John Alves Corrêa(PMDB) irritado, a ponto de pedir a presença da policia que observou o restante da sessão no fundo do plenário, apesar de contínuos murmúrios e palavras de reivindicação pela situação. Alguns servidores mais exaltados ainda discutiram de forma direta com o vereador Dorival Dias após votação, sendo barrado por um rapaz que defendeu Dorival pedindo que o trabalhador o respeitasse, pois ele estava falando com um vereador. Mas será que pelo cargo que exerce, com os votos de muitos desses servidores que dentro da associação ao qual o nobre vereador preside, ele merece mais respeito do que um simples cidadão maringaense, servidor municipal indignado por mais um descaso desta administração? Será que o mesmo respeito exigido pelo rapaz ao vereador não deve ser dado a todos nós cidadãos e cidadãs da nossa bela cidade que já passou por momentos muito melhores do que estes últimos três anos?

Carlos Emar

Conversa dos servidores em frente a camâra

Wil Scaliante

Ana: Elaborando o prefeito num dia só chamou os vereadores tava lá presente a presidente do conselho a Damares José Pet Alguém viu ela lá.

Algumas pessoas: Eu vi, eu vi.

Ana: Então, rindo junto como Jhon dos trabalhadores. E nem se quer se pronuncio. Vieram aqui aqueles que querem efetivamente defender a CAPSCEMA. Eles estão tentando provocar todo mundo e vão fazer provocação por quê? Por que pra prender aqueles que fazem licitação fraudada, pra prender aqueles que roubam o dinheiro publico não tem policia. Agora pros trabalhadores vem. Essa é a característica do governo Ricardo Barros, Silvio Barros. Tira por um lado e pro outro mete o chicote mas nós estamos muito experiente pela armada que a prefeitura faz pela frente. Já sabemos muito bem que tipo de coisa a prefeitura pode fazer. Então pessoal é o seguinte não vamos cair em provocação porque ainda depois eles vão nos acusar de bardeneiros. Então quero dizer o seguinte...
Povo: Chiado quando a policia chega.

Ana: Deixa ele participar. Então quero dizer o seguinte, o que aconteceu. Foi aprovado o projeto de acabar com a CAPSCEMA, assistência, foi aprovado um projeto que não garante um real da prefeitura pra pagar o plano. Foi aprovado um projeto que não garante atendimento com as pessoas com câncer. E não garante atendimento a farmácia. Que que vai acontecer agora. Esse projeto passar pelo menos por mais uma discussão, que vai ser... hoje é quinta? Terça feira. Sábado nós temos o congresso do sindicato e mesmo aqueles que não são delegados aqueles que puderem ir é importante, pois nós vamos discutir sobre esse tema do CAPSCEMA e terça feira temos que estar aqui de volta e nós vamos, eu tenho certeza que conseguimos trazer mais gente e não vamos cair em provocação barata. Ta certo pessoal?

Povo: Ta certo.

Ana: Eu dizendo pra vocês mas eu estou num profundo desanimo de saber que uma caixa de saúde que existiu a 45 anos foi hoje praticamente derrotada com uma canetada. Isso é valido do prefeito e não foi por falta de dialogo porque eu fui hoje e conversei com o chefe de gabinete conversei com todos os vereadores mas aqui não importa o que pensam os trabalhadores importa o que pensa o prefeito. Eles usam tudo que eles podem pra isso. Nós somos gente civilizada, honesta e trabalhadora. Quem esta roubando nosso direito é a prefeitura. Então nós vamos sair daqui com cabeça erguida e sábado o máximo de gente que puder ir pro congresso, isso é um tema importante pra categoria e terça tentar trazer gente aqui.

Uma mulher: Isso ai é pra nós sabemos os vereadores que nós colocamos lá dentro ta.

Povo: Conversas paralelas.

Carrara: Eu quero falar. Um minuto. A covardia que tem essa administração aqui em Maringá. É covardia não é? Quando o prefeito cortou o repasse pra CAPSCEMA.

Povo: Ehhh!!!

Carrara: Em janeiro. Porque chega no ultimo dia e manda um projeto de urgência e essa banda de babacas que vão se reeleger. Eles dizem que tem que ser votado empurrado garganta abaixo em cima dos trabalhadores, em cima da população de Maringá porque não ta afetando só os trabalhadores, esta afetando toda a população de Maringá. E muito obrigado pessoal mas nós vamos na luta.

Povo: Aplausos

Mulher: A gente não tem condições de pagar. Pessoas que ganham um salário mínimo igual eu ganho, eu não estou conseguindo nem comer agora pagar um plano de saúde, só na cabeça do Dorival Dias.

Povo: Reclamam do Dorival Dias.

Outra Mulher: Eu acho que todos os funcionários têm que se desfiliar da associação.

Povo: Aplaude.

Ana: Pessoal ta certo. Alguém mais quer falar pra encerrar?

Homem ( o nome que ela fala parece ser Lili): Eu quero falar. Só quero lembrar, já que a Jacira foi eleita pra administra o fundo de saúde e de assistência. Já que ela não vai mais administrar que o salário dela também seja cortado pela metade. Então a proposta nossa que o salário dela seja cortado pela metade também.

Luizinho: Acho que nós aqui temos que ter consciência o Dorival Dias tem quase tudo pertence a prefeitura. Nós devíamos fazer uma parceria. E deixar a associação, zerar. Quero ver o que ele vai fazer pra manter aquilo lá. Tem 40 reais que vocês pagam lá, compra arroz, feijão, mistura que da mais lucro. Ele fica todo mês andando de carro novo à custa do servidor publico.

Outro Homem: Dois companheiros disseram duas coisas extremamente corretas. Ele só esta fazendo isso aqui porque os trabalhadores estão financiando isso aqui. Então a tarefa que cada um aqui. Desfilie-se da associação e se filie ao sindicato. Sindicato é o instrumento de luta dos trabalhadores.

Ana: Pessoal outra coisa. Estávamos tentando estudar medida jurídicas que podem inviabilizar a votação.

Povo: Vaiam a mulher que aparece na janela da câmara

Luizinho: Alegria de rico é fazer pobre sofrer.

Ana: Pessoal nós vamos discutir tudo isso no congresso as medidas da CAPSCEMA e outra, nós vamos tentar medida jurídica também para impedir a conivência dos amigos do prefeito em tirar nosso plano. É isso que vamos fazer. Nem preciso dizer nome aqui né pessoal?

Povo: Não. Aplausos.

Sevidores descontentes com aprovação de projeto.

Wil Scaliante
















Momento em que os servidores, decepcionados deixam a camâra dos vereadores.























Ana do Sindicato, conversando com seus companheiros servidores após a sessão em frente a camâra.

















Parte dos servidores, presente na sessão.

















Faixa levada a sessão, pelo Sindicato dos Servidores Público.


Ana do Sindicato: "Estão, rindo junto como Jhon dos trabalhadores. Vieram aqui aqueles que querem efetivamente defender a CAPSEMA. Eles estão tentando provocar todo mundo e vão fazer provocação por quê? Por que pra prender aqueles que fazem licitação fraudada, pra prender aqueles que roubam o dinheiro público não tem policia. Agora pros trabalhadores vem. Essa é a característica do governo Silvio Barros. Tira por um lado e pro outro mete o chicote mas nós estamos muito experiente pela armada que a prefeitura faz pela frente. Já sabemos muito bem que tipo de coisa a prefeitura pode fazer. Então pessoal é o seguinte não vamos cair em provocação porque ainda depois eles vão nos acusar de bardeneiros".

Opinião:
Hoje ao mesmo tempo em que vi o descaso de alguns vereadores com os servidores maringaenses, o que muito me decepcionou, vi a força destes servidores. Todos aqueles que estavam presente na camâra fizeram seu papel de cidadão. Não se pode mais ficar calado diante das atrocidades da política nacional, municipal ou estadual. Muito me impressionou a determinação das pessoas que ali estavam. Ao meu ver deve-se sim protestar, mostrar dinheiro, levar lep-top, vaiar quando achar necessário. O que não pode é ficar quieto, vendo políticos fazer o que melhor lhe interessam.
Gostaria de dar os parabéns, aos vereadores que votaram a favor dos servidores, pois eles serão os beneficiados ou prejudicados com o projeto, então em primeira instância deve-se ouvir a eles, e não aprovar um projeto as pressas. Gostaria também parabenizar os servidores, pois o protesto é o que deve ser feito quando não se está de acordo com algo, quando você julga que aquilo é incorreto. Parabéns aos servidores e a Ana que nesta quinta-feira fez muito bem seu papel de presidente do sindicato, é de pessoas assim, que não aceitam o que é errado, que o país precisa.
Wil Scaliante

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Melhores partes dos discursos dos vereadores nesta quinta.


Wil Scaliante
Discurso do vereador Mario Hossokawa:
"Uma coisa que eu não consigo entender, os vereadores da oposição questionarem em relação ao novo plano que se está propondo, dizendo que está se terceirizando a saúde dos funcionários.
Em relação aos servidores, a CAPSEMA não vai acabar, pelo contrário vai continuar atendendo a parte de previdência garantindo a aposentadoria de todos os senhores, das senhoras. O que está se criando é a garantia do atendimento a saúde de todos os funcionários.
Teoricamente, a empresa que ganhar a licitação vai ter de dar conta de atender. O que talvez alguns servidores não sabem, é que já vem descontado 3% no seu salário para a CAPSEMA, e pelo sistema que está se criando com a nossa aprovação, o funcionário que não utilizar o sistema, não vai pagar absolutamente nada. E se utilizar, qualquer que seja o procedimento, vai pagar somente 1,50 $. Eu não entendo seus vereadores, na verdade estamos cedendo um aumento real de salário, o cidadão que ganha 1000 reais, está pagando 3%, 30 reais por mês, em vez de pagar, está recebendo 30 reais de aumento.

Ao vereador Humberto, vossa excelência sabe muito bem, o senhor não está sendo correto aqui na tribuna. Vossa excelência viu o processo contra a prefeitura de Guaíra, contra o prefeito de Guaíra e outra prefeitura que não me lembro. Duas prefeituras estão sofrendo processo por causa deste tipo de plano.
O vereador tem que vir a tribuna para dizer o que é verdade, não em véspera de eleição vir com demagogia, dizendo coisas ai que não é verdade. Falando de privatização. Que essa emenda que nós votamos da lei orgânica, é pra legalizar a situação, não é pra nada disso, é para se dar garantia que o futuro prefeito possa cumprir aquilo que nós estamos aprovando hoje".
Mario Hossokawa (PMDB)

Após o vereador Hossokawa falar sobre a demagogia em véspera de eleição
do vereador Humberto Henrique (PT), Mario Verri (PT), em seu discurso reponde sobre demagogia :

"Seria interessante que sempre tivesse essas pessoas aqui, porque nós sempre temos alguma coisa sendo votada que é de interesse da nossa população", diz Mario Verri
Um rapaz que estava na auditório, interrompe Mario e responde: "É e quando vem gente aqui, chamam a policia!".

Jonh Corrêa interronpe o vereador e explica: "A minha função como presidente , é de manter a ordem da casa. O direito de pensar, o direito de achar, de ser contra ou a favor, é de todo mundo. Todo mundo pensa do jeito que quiser. Só que aqui não pode se manifestar, é só isso. E eu gostaria de pedir a compreensão de todos".

A policia havia sido chamada, anteriormente, após um senhor erguer uma nota de 20 reais, insinuando que estava oferecendo aos vereadores. O ato do senhor, irritou muito o presidente da casa John (PMDB), que argumentou que não se pode manifestar contra os vereadores em sessão, e que se o senhor não parece com as insinuações a segurança iria retirá-lo. Porém logo após a fala do vereador, o senhor novamente ergueu a nota, dessa vez John esbravejou o seguinte: "Essa nota deve servir para comprar o senhor, pois aqui o senhor não vai conseguir comprar ninguém".
Grande parte dos servidores que ali estavam presente, quando notaram a presença da policia, se levantaram e sentaram junto do senhor que havia erguido a nota, a ordem foi estabelecida o senhor não foi retirado da camâra e o vereador Mario Verri pode retornar a seu discurso.

Mario Verri (PT): "Nós sabemos que essa é uma lei de urgência, mas nós precisávamos de mais tempo, nós precisávamos que os servidores tivessem a condição de analisar isso. Não foi dada essa condição mais uma vez. O que foi passado pra nós não está falando no que o servidor vai ser atendido. Na lei da CAPSCEMA, era colocado, por isso as emendas do vereador Humberto.

Sobre quando o líder do governo chegou aqui, e colocou a palavra do vereador Humberto, usando a palavra demagogia em véspera de eleição. Primeiro nós não estamos em época de eleição, nós somos vereadores eleitos para trabalhar 4 anos. Demagogia é falar que em Janeiro de 2005 que o hospital do Alvorada vai estar aberto (aplausos de grande parte dos presentes), demagogia é prometer um fundo para os esportes e não fazer nada, comemorar o vice-campeonato dos jogos abertos, onde não tinha pra quem perder, porque equipes deram W.O (risos no auditório).

John Corrêa (PMDB) interrompe: "Vereador por favor se atenha a matéria por favor"
Mario Verri (PT):
"Estou na matéria".
Jonh :"
Não o senhor não está"
Mario: "O brigado presidente. È que o esporte também é saúde". (aplausos) "E a policia deveria vir mais, até pq eles são trabalhadores como o pessoal do sindicato"( aplausos).

O vereador Dorival Dias (PSDB) exclamou que o vereador Humberto Henrique e os vereadores da oposição estavam enganando o povo. A vereadora Marly Martins (DEM), disse a Dorival que a psicologia explica, que o fato do vereador pensar assim, faz com que ele ache que todos são como ele. (as falas corretamente de Dorival e Marly, serão postadas amanhã).

Manifestação na Camâra de Vereadores

Wil Scaliante

No dia de hoje (8), na Câmara dos Vereadores de Maringá, houve uma sessão sobre o projeto de reforma da CAPSCEMA, onde dos 15 vereadores, apenas Odair Fogueteiro não estava presente.
Em meio à sessão, os servidores públicos e representantes do Sindicato começaram a se manifestar contra a posição de alguns vereadores. Um senhor chegou a erguer uma nota de 20 reais, como se estivesse oferecendo aos vereadores, irritando o presidente da casa, John Alves Corrêa.
A polícia foi chamada o que irritou mais ainda os servidores.
Os servidores levaram faixa e ficaram descontentes com a aprovação do projeto de reforma da CAPSCEMA. Após a sessão eles se reuniram fora da câmara para reclamarem da aprovação do projeto.
Posteriormente a reportagem completa.

Pra começar bem o dia

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Afinal de quem é a Amazônia?

Wil Scaliante

Gazeta do Povo: Denúncia de Requião sobre venda da Amazônia vira mais uma gafe
O governador Roberto Requião (PMDB) caiu numa "pegadinha" durante a Escola de Governo desta terça-feira (6). Requião iniciou a reunião com os secretários de governo exibindo um vídeo (veja no quadro ao lado) com uma suposta propaganda da empresa multinacional Arkhos Biotech propondo a compra de terras na Amazônia. Depois do vídeo, o governador disse à platéia que o vídeo está sendo apresentado pela "Rede Globo no México" e fez duras críticas ao "comercial".

O que Requião não sabia é que a propaganda não é real. Trata-se de um jogo que mistura entretenimento e marketing lançado por uma marca de refrigerante, a Guaraná Antártica. Na propaganda fictícia, um locutor, mesclando imagens da floresta, afirma que a única forma de preservar a mata é privatizando-a, uma vez que ela seria patrimônio de todo o mundo, e não somente do Brasil.

Este tipo de ferramenta publicitária, chamada de “Alternate Reality Games” (args), está sendo muito usada em campanhas por grandes companhias em todo o mundo.

O vídeo que Requião exibiu:


Opinião:

O Governador pode até ter cometido a gafe, mas pelo menos lembrou de um tema de enorme importância para nosso país, A VENDA OU PRIVATIZAÇÃO DA AMAZÔNIA. Se me disserem que esse projeto não existe, que a Amazônia não vai ser vendida ou privatizada deixo o vídeo abaixo, agurmentar e confirmar a existência deste absurdo plano.


Discruso do Senador Cristovom Buarque, na "Terra do Tio San" (EUA):

Se a Amazônia, sob uma ótica humanista, deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo inteiro. O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazônia para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu preço. Os ricos do mundo, no direito de queimar esse imenso patrimônio da Humanidade.

Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser internacionalizado. Se a Amazônia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país. Queimar a Amazônia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.

Se os EUA querem internacionalizar a Amazônia, pelo risco de deixá-la nas mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que não são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maior do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil. Nos seus debates, os atuais candidatos à presidência dos EUA têm defendido a idéia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do mundo tenha possibilidade de ir à escola. Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como patrimônio que merece cuidados do mundo inteiro. Ainda mais do que merece a Amazônia. Quando os dirigentes tratarem as crianças pobres do mundo como um patrimônio da Humanidade, eles não deixarão que elas trabalhem quando deveriam estudar; que morram quando deveriam viver.

Senador Cristovom.

Wil Scaliante:
O que mais me espanta é o governo Lula, que se diz de esquerda, um homem do povo, permitir que um projeto de típica direita, de concessão ou privatização, chamem do nome que preferir, se implante em seu governo. E a força do povo? A voz do povo? E a reforma agrária? Distribui-se terras paras os estrangeiros e não fazem a reforma agrária dentro do país, "fanfarões". Pelo que percebo a grande maioria dos brasileiros são contra essa concessão, então porque não abrir um pebliscito? Deve-se ao menos saber a opinião do Brasil. O senhor presidente, que "apoiou" EvoMorales, que concordou que o gás boliviano é dos bolivianos, agora permite que os norte-americanos digam que Amazônia não é dos brasileiros e sim deles. Falta pulso ou coragem, para que o presidente realize seus ideais. O brasileiro não precisa só de comida e sim de um país.

Pra começar bem o dia

Wil Scaliante



As clássicas musicas do jogo do Mario Bross, bons tempos.

terça-feira, 6 de novembro de 2007

Pra começar bem o dia

Wil Scaliante

Cazuza - Faz parte do meu show


No início dos anos 80, um garoto dourado do sol de Ipanema surpreendeu o cenário musical brasileiro. À frente de uma banda de rock cheia de garra, começou a dar voz aos impulsos de uma juventude ávida de novidades. Ele, Cazuza, era a grande novidade.

O Brasil saía de um longo ciclo ditatorial e vivia um clima de democracia ainda incipiente, mas suficiente para liberar as energias contidas. Cazuza desempenhou um papel importante nesse processo. E quando as misérias e mazelas nacionais foram se desnudando, ele respondeu sem meias palavras.

A expressão de sua repulsa diante desse quadro só pode ser comparada à coragem com que lutou por sua vida, no enfrentamento público da Aids. Lições de indignação e de dignidade; de como levar a vida na arte e "ser artista no nosso convívio".

No pouco que viveu, Cazuza deixou uma obra para ficar. Bebeu na fonte da tradição viva da MPB para recriar, num português atual e espontâneo, cheio de gírias, e num estilo marcadamente pessoal, a poesia típica do rock. Com justiça, foi chamado de o poeta da sua geração.

domingo, 4 de novembro de 2007

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Dia mundial do Veganismo

Francisco Verri


Dia um de Novembro é considerado o Dia Mundial do Veganismo.Uma filosofia de vida motivada por ética e respeito aos direitos do animais que procura evitar qualquer sofrimento desnecessário aos mesmos.

Os veganos não consomem quaisquer produtos de origem animal (alimentares ou não alimentares), nem usam produtos que tenham sido testados em animais ou incluam qualquer forma possível de exploração animal nos seus ingredientes ou processos de manufactura.

Essa filosofia é, acima de tudo, uma escolha por uma vida saudável, não apenas do ponto de vista de saúde, mas também social e moralmente. É saudável para quem pratica, é saudável para o meio ambiente que é poupado do peso da produção de alimentos de origem animal e, obviamente, é saudável para os animais que são criados e mortos para alimentar pessoas.

Pelo fim da morte de cri aturaras de Deus, por uma vida humana mais saudável, pela felicidade na simplicidade, pelo fim da máfia dos frigoríficos, lanço uma campanha de conhecimento e aquisição do veganismo.

quarta-feira, 31 de outubro de 2007

11 anos do acidente da TAM que matou 99 pessoas

Wil Scaliante

Em 31 de Outubro de 1996, a queda de um avião da companhia aérea TAM, em São Paulo, matou 99 pessoas, sendo 96 que estavam no avião e três que estavam em terra. O acidente ocorreu por um problema no reverso da turbina. A aeronave caiu em cima das casas no bairro de Jabaquara, após decolar.
Este já era um forte indicio do descaso das autoridades com o transporte aéreo.

Reportagem da época:
Tragédia no Vôo 402Jato cai em SP com 96 pessoas a bordo
Avião da TAM sofre acidente após decolar em Congonhas e cai sobre casas no Jabaquara. Não há sobreviventes. Entre as vítimas, estão dezenas de empresários e executivos

Brasil Online 31/10/96 23h03De São Paulo

O número de vítimas fatais da queda de um avião Fokker 100 da TAM em São Paulo pode chegar a 105, segundo informações da companhia. O jato prefixo PT-RNK fazia o vôo 402, do Aeroporto de Congonhas com destino ao Rio de Janeiro. Havia 96 pessoas a bordo (90 passageiros e seis tripulantes). Entre os ocupantes, estavam dezenas de empresários e executivos. Todos morreram). Os corpos resgatados eram envoltos em plástico e espalhados pela calçada.
A aeronave decolou às 8h26 e caiu às 8h28 sobre diversas casas no Jabaquara, zona sul paulistana. Antes de cair, a asa do avião bateu em um prédio de dois andares e partes da fuselagem atingiram cerca de dez casas. O Instituto Médico Legal não divulgou até as 20h30 o número oficial de mortos. A TAM anunciou que além dos 90 passageiros e 6 tripulantes, outras 9 pessoas morreram em terra. O instituto também não confirma o número de vítimas já reconhecidas. Segundo a Secretaria de Segurança, foram registrados apenas três mortos em terra. É o segundo maior acidente aeronáutico do Brasil. O governador Mário Covas e o prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, decretaram luto oficial de três dias.
Ainda não há informações sobre os motivos do acidente. Segundo a Infraero, o piloto sentiu a necessidade de voltar ao aeroporto e, durante o procedimento, o jato teve problemas técnicos e caiu. As investigações devem durar 90 dias.

Garibaldi lança candidatura à sucessão de Renan

Wil Scaliante

O senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) , em reunião com a bancada do PMDB, anunciou que pretende ser canditado a sucesão de Renan.
Renan já vinha demostrando sinais de interresse em fazer um acordo de renuncia com a intenção de salvar seu mandato. O encarregado pelo acordo seria O líder do PMDB, Valdir Raupp (RO).
- Gostaria que ninguém falasse no assunto da sucessão em respeito ao senador Renan Calheiros. Isso porque a cadeira de presidente do Senado não está vazia - disse Raup
Logo em seguida, Garibaldi pediu a palavra. Disse que respeitaria a solicitação de Raupp, mas fazia questão de lançar o seu nome como candidato:

- Eu quero ser candidato. Sigo as recomendações do líder. Mas quero deixar claro que vou colocar o meu nome e também não vou ficar chateado se outro senador entrar na disputa.

Entrevista de Natanael



Natanael resposnde a todas as perguntas dos jornalistas

terça-feira, 30 de outubro de 2007

Humor:

É oficial, Brasil vai sediar a Copa de 2014

Wil Scaliante

Fifa anuncia o Brasil como sede do Mundial de 2014



O Comitê Executivo da Fifa, anunciou hoje que o Brasil sediará a Copa do Mundo de 2014.
A ultima vez que o Brasil sediou um mundial de futebol foi em 1950.
O primeiro anuncio do dia foi de qual país sediará a Copa do Mundo de Futebol Femino em 2011, a Alemanha ganhou a disputa do Canadá.
Logo em seguida, o presidente da Fifa Joseph Blatter, abriu o envelope com o resultado da votação de quem sediaria a Copa do Mundo de Futebol Masculino. O Brasil, que era candidato único, recebeu os 20 votos dos membros Comitê Executivo da Fifa.
"- O país que produziu os melhores jogadores do planeta, que tem cinco títulos mundiais, terá o direito, mas também a responsabilidade, de sediar a Copa em 2014", disse Blatter.
O escritor brasileiro, Paulo Coelho que estava na seimonia, em seu discuros comparou a paixão do brasileiro por futebol com sexo. "Eu já vi pessoas discutirem 5 horas sobre futebol, mas nunca vi pessoas falarem 5 horas seguidas sobre sexo, pelo menos o prazer pelo futebol dura mais", disse o escritor.
Apesar de toda a festa pelo anúncio do Brasil como sede da Copa de 2014, vale ressaltar que o evento não está completamente garantido. Não existe um decreto ou lei que obrigue a Fifa a garantir a realização do torneio no país. A organização pode nomear outro país como sede se o Brasil não cumprir várias obrigações que estão no caderno de encargos.

segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Desentendimento entre policiais

Bolog do Rigon
Na sexta-feira à noite, após a confissão de Natanael Bufalo, alguns policiais civis de Maringá foram comemorar o encerramento do caso numa pizzaria central.O que era para ser uma confraternização quase acabou em tragédia: um escrivão e um agente se estranharam e um deu um soco nas costas do outro - que foi contido pelos colegas quando puxava o revólver.

domingo, 28 de outubro de 2007

PALESTRA BUSCA MOTIVAR ALUNOS

Wil Scaliante


“Motivação é isso que os alunos de hoje precisam, afirma o professor Adauto da Silva”.

Os alunos de direito Helber Ribeiro e Rafael Crestani em parceria com o Núcleo Regional de Educação de Maringá, aplicam palestras para alunos da rede pública de ensino. O tema da palestra é “A Motivação e Organização na perspectiva de um estudante”. Os palestrantes abordam temas como a importância da organização do estudante para alcançar seus objetivos e a necessidade da leitura.
Em meio à palestra Helber fala sobre o dois grandes inimigos do estudante a preguiça e a ansiedade. Diz aos alunos que eles tem de admirar principalmente duas pessoas, os pais, pois estes te deram a vida e os professores, pois estes estão lhe passando o conhecimento. Explica a necessidade do auto-incentivo que faz com que você enxergue seus potenciais e os advertem para que não o confundam com arrogância. Fala ainda sobre a rotina e a divisão dos horários para o lazer e estudo. Mostra as meninas, que é importante ser independente e incentiva estas a realizarem seus sonhos.
Para Helber a palestra tem a intenção de recuperar a auto-estima do aluno, para que ele acredite nele mesmo. Ele entende que o resultado de sua palestra é imediato. “Você vê na fisionomia dos alunos, você à vontade a necessidade de ter uma carreira. Mais para que isso tenha um bom resultado, isso tem que ser um trabalho continuo, não basta 50 minutos de palestra e depois isso ser esquecido”, afirma o palestrante.
Sobre a importância dos alunos terem motivação, Helber sita um fato que o deixou emocionado. “Fiz uma palestra no Colégio Vinicius de Moraes no período noturno e lá ocorreu um fato que me emocionou muito. Uma mãe ou uma menina, acredito que deve ter uns 17 anos, veio até mim com uma criança no colo e disse que a única coisa que ela queria é uma oportunidade”, conta Helber.
Para Helber o ensino público tem muito que melhorar. “O que atrapalha o ensino publico é a falta de investimento em infra-estrutura, a falta de valorização do professor, ou seja, o meu trabalho por ser de motivação busca também a motivação do próprio professor. Tem que se dar estrutura para que o professor faça um bom trabalho. È absurdo você ver uma pessoa que é paga para reprimir como o delegado ganhar mais que uma pessoa que é paga para ensinar como o professor”, diz Helber.
Para Rafael, que é auxiliar de Helber, a palestra geralmente é bem aceita pelos professores, e os alunos que realmente estão interessados. “É algo que só vai trazer benefício a eles. A gente busca um desempenho melhor, uma estrutura melhor pra nossa sociedade, buscando com que os alunos cresçam intelectualmente, pois amanhã ou depois eles vão ser a ‘cabeça’ da nossa sociedade”, afirma Rafael.
A professora de Língua Portuguesa Edna Mariucius acredita que a palestra é importante para os alunos refletirem o quanto é necessário se organizar em uma trajetória pré-vestibular. “Precisa-se de mais palestras desta para o ensino médio. Normalmente os alunos estão muito perdidos e quando vem alguém que tem mais experiência, serve como exemplo para eles”, fala a professora. Ela acredita que a inclusão digital é uma realidade distante. “Fala-se da questão de inclusão digital mais é uma realidade distante, muitas vezes nem o professor está preparado. Os alunos tem a necessidade de trocar idéias com o professor mais devido a responsabilidade de concluir o conteúdo fica carente isso, tem de ter mais palestras, ou grupos de estudos e debates”, comenta a professora.
Para o estudante Igor Zoratti a palestra serviu como alerta para muitos alunos que estavam desinteressados. Ele diz que o ensino público não da o mesmo preparo que o ensino particular. “Meu sonho é fazer Psicologia, minha maior dificuldade de realizar esse sonho é a condição social, não tenho condições de pagar uma faculdade particular e as estaduais são muito concorridas”, diz o aluno do Colégio Independência da cidade de Sarandi.
A aluna Fábia da Silva, diz que palestra a motivou bastante. “A palestra serviu pra ‘mim’ enxergar que é importante aprender, eu estava para aprender e agora me despertou a vontade de aprender”, afirma a estudante. Ela acredita ainda que os alunos estão desmotivados. “Os alunos da rede publica tem que melhorar suas auto-estima, os professores se esforçam para ensinar”, explica a jovem.