quinta-feira, 29 de novembro de 2007

BAMBInos, o Peixe é octa, penta é pouco.

G1
Adversários nas eleições do próximo dia 8 de dezembro, o presidente do Santos, Marcelo Teixeira, e o grupo de oposição Resgate Santista, que apóia o candidato Paulo Schiff, têm pelo menos um ponto com o qual concordam plenamente: ambos querem ver o Peixe ser considerado octacampeão brasileiro e, assim, desbancar São Paulo e Flamengo, ambos pentacampeões.

A associação Resgate Santista lançou a campanha "Penta é pouco para quem é octa": uma carta aberta ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira, pedindo que o órgão oficialize os cinco títulos da Taça Brasil, conquistados pelo Peixe entre 1961 e 1965, além do Torneio Roberto Gomes Pedrosa, de 1968. São duas competições de âmbito nacional, que davam vagas para a Taça Libertadores.

O atual Brasileiro começou a ser disputado em 1971, e o Santos o conquistou duas vezes: 2002 e 2004. Para os santistas que pleiteiam o octa, o Peixe é bicampeão do Campeonato Brasileiro, mas octacampeão nacional. A tese agora também é defendida por Marcelo Teixeira. Durante cerimônia para a assinatura da renovação de contrato com o patrocindor do Santos, na última quarta-feira, o mandatário alvinegro revelou que vai pedir a Ricardo Teixeira o reconhecimento dos títulos nacionais conquistados nos anos 60.

- Somos o clube que mais títulos nacionais conquistou no Brasil. São oito, todos legítimos. Vencemos duas Libertadores e dois mundiais por causa desses títulos. Por isso, já enviamos toda documentação para a CBF, para que o nosso octa seja homologado - afirma Teixeira.

Um comentário:

wilson disse...

Concordo o octa é nosso.