quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Melhores partes dos discursos dos vereadores nesta quinta.


Wil Scaliante
Discurso do vereador Mario Hossokawa:
"Uma coisa que eu não consigo entender, os vereadores da oposição questionarem em relação ao novo plano que se está propondo, dizendo que está se terceirizando a saúde dos funcionários.
Em relação aos servidores, a CAPSEMA não vai acabar, pelo contrário vai continuar atendendo a parte de previdência garantindo a aposentadoria de todos os senhores, das senhoras. O que está se criando é a garantia do atendimento a saúde de todos os funcionários.
Teoricamente, a empresa que ganhar a licitação vai ter de dar conta de atender. O que talvez alguns servidores não sabem, é que já vem descontado 3% no seu salário para a CAPSEMA, e pelo sistema que está se criando com a nossa aprovação, o funcionário que não utilizar o sistema, não vai pagar absolutamente nada. E se utilizar, qualquer que seja o procedimento, vai pagar somente 1,50 $. Eu não entendo seus vereadores, na verdade estamos cedendo um aumento real de salário, o cidadão que ganha 1000 reais, está pagando 3%, 30 reais por mês, em vez de pagar, está recebendo 30 reais de aumento.

Ao vereador Humberto, vossa excelência sabe muito bem, o senhor não está sendo correto aqui na tribuna. Vossa excelência viu o processo contra a prefeitura de Guaíra, contra o prefeito de Guaíra e outra prefeitura que não me lembro. Duas prefeituras estão sofrendo processo por causa deste tipo de plano.
O vereador tem que vir a tribuna para dizer o que é verdade, não em véspera de eleição vir com demagogia, dizendo coisas ai que não é verdade. Falando de privatização. Que essa emenda que nós votamos da lei orgânica, é pra legalizar a situação, não é pra nada disso, é para se dar garantia que o futuro prefeito possa cumprir aquilo que nós estamos aprovando hoje".
Mario Hossokawa (PMDB)

Após o vereador Hossokawa falar sobre a demagogia em véspera de eleição
do vereador Humberto Henrique (PT), Mario Verri (PT), em seu discurso reponde sobre demagogia :

"Seria interessante que sempre tivesse essas pessoas aqui, porque nós sempre temos alguma coisa sendo votada que é de interesse da nossa população", diz Mario Verri
Um rapaz que estava na auditório, interrompe Mario e responde: "É e quando vem gente aqui, chamam a policia!".

Jonh Corrêa interronpe o vereador e explica: "A minha função como presidente , é de manter a ordem da casa. O direito de pensar, o direito de achar, de ser contra ou a favor, é de todo mundo. Todo mundo pensa do jeito que quiser. Só que aqui não pode se manifestar, é só isso. E eu gostaria de pedir a compreensão de todos".

A policia havia sido chamada, anteriormente, após um senhor erguer uma nota de 20 reais, insinuando que estava oferecendo aos vereadores. O ato do senhor, irritou muito o presidente da casa John (PMDB), que argumentou que não se pode manifestar contra os vereadores em sessão, e que se o senhor não parece com as insinuações a segurança iria retirá-lo. Porém logo após a fala do vereador, o senhor novamente ergueu a nota, dessa vez John esbravejou o seguinte: "Essa nota deve servir para comprar o senhor, pois aqui o senhor não vai conseguir comprar ninguém".
Grande parte dos servidores que ali estavam presente, quando notaram a presença da policia, se levantaram e sentaram junto do senhor que havia erguido a nota, a ordem foi estabelecida o senhor não foi retirado da camâra e o vereador Mario Verri pode retornar a seu discurso.

Mario Verri (PT): "Nós sabemos que essa é uma lei de urgência, mas nós precisávamos de mais tempo, nós precisávamos que os servidores tivessem a condição de analisar isso. Não foi dada essa condição mais uma vez. O que foi passado pra nós não está falando no que o servidor vai ser atendido. Na lei da CAPSCEMA, era colocado, por isso as emendas do vereador Humberto.

Sobre quando o líder do governo chegou aqui, e colocou a palavra do vereador Humberto, usando a palavra demagogia em véspera de eleição. Primeiro nós não estamos em época de eleição, nós somos vereadores eleitos para trabalhar 4 anos. Demagogia é falar que em Janeiro de 2005 que o hospital do Alvorada vai estar aberto (aplausos de grande parte dos presentes), demagogia é prometer um fundo para os esportes e não fazer nada, comemorar o vice-campeonato dos jogos abertos, onde não tinha pra quem perder, porque equipes deram W.O (risos no auditório).

John Corrêa (PMDB) interrompe: "Vereador por favor se atenha a matéria por favor"
Mario Verri (PT):
"Estou na matéria".
Jonh :"
Não o senhor não está"
Mario: "O brigado presidente. È que o esporte também é saúde". (aplausos) "E a policia deveria vir mais, até pq eles são trabalhadores como o pessoal do sindicato"( aplausos).

O vereador Dorival Dias (PSDB) exclamou que o vereador Humberto Henrique e os vereadores da oposição estavam enganando o povo. A vereadora Marly Martins (DEM), disse a Dorival que a psicologia explica, que o fato do vereador pensar assim, faz com que ele ache que todos são como ele. (as falas corretamente de Dorival e Marly, serão postadas amanhã).

Nenhum comentário: