sexta-feira, 31 de julho de 2009

Para Cesumar nova gripe ainda não representa ameaça; instituição decide manter aulas

Wil Scaliante
O governo estadual, determinou nesta quinta, 30, a suspensão das aulas nas escolas, faculdades e universidades estaduais como medida de prevenção a nova gripe H1N1, também conhecida como gripe suína.
Varias instituições de ensino não estaduais aderiram a recomendação do governo Requião, como a PUC-PR e UFPR.
A situação é alarmante, já que no mês anterior o Paraná havia registrado apenas 86 casos da nova gripe, e nesse mês de julho foram registrados 180 casos, ou seja o número mais do que dobrou.
A medida é muito valida principalmente se partirmos do pressuposto que universitários durante as férias viajam para outras cidades - algumas com maiores focos da doença - e retornam a universidade podendo ter tido um contado, adquirir a doença e por fim propagar a gripe.
O Cesumar teve um posicionamento contrário, não encarando como necessária em Maringá a medida PREVENTIVA do governo do Paraná, a Reitoria decidiu manter as aulas. De acordo com nota publicada no site da instituição o reitor, Wilson de Matos Silva, entende que a situação em Maringá não é grave.
Eis as perguntas: E os alunos que passaram férias em cidades onde os casos são graves? O Cesumar estaria imune a nova gripe? Se vários casos forem descobertos em alunos do Cesumar, a instituição divulgara ou omitirá as informações? Por fim, espero que não se tenha nenhum caso, pois sou aluno do Cesumar e lógico a situação é no mínimo preocupante.

Complemento:
Nota do Cesumar
Nota da UEM
Nota do Governo Estadual

6 comentários:

Anônimo disse...

O cesumar fechou as portas para o governo com essa decisão mas concerteza estão abrindo as portas para a doença. Também sou aluno do cesumar e na minha sala, tem várias pessoas doentes e algumas viajaram nessas férias para lugares onde a situação é de emergencia como na argentina e são paulo. O reitor toma essa decisão mas ele não fez uma visita ao bloco 7 pra percebe como estao as coisas, esta todo mundo com medo disso pois convivemos com outras pessoas mas o Reitor não, ele só pensa no bolso dele e nao percebe que se alguem for confirmado com essa doença ele vai te que paga uma grande indenização pois se acontece comigo eu processo e aposto que nao sou o unico a pensar nisso. obrigado

Anônimo disse...

O cesumar fechou as portas para o governo com essa decisão mas concerteza estão abrindo as portas para a doença. Também sou aluno do cesumar e na minha sala, tem várias pessoas doentes e algumas viajaram nessas férias para lugares onde a situação é de emergencia como na argentina e são paulo. O reitor toma essa decisão mas ele não fez uma visita ao bloco 7 pra percebe como estao as coisas, esta todo mundo com medo disso pois convivemos com outras pessoas mas o Reitor não, ele só pensa no bolso dele e nao percebe que se alguem for confirmado com essa doença ele vai te que paga uma grande indenização pois se acontece comigo eu processo e aposto que nao sou o unico a pensar nisso. obrigado

Anônimo disse...

Isto significa que é preciso aumentar o número de casos e o número de mortes em Maringá para a Instituição decidir suspender, aí pode ser tarde. Será que a prevenção não seria melhor Wilson Mattos??? Ah,ele pensa como o prefeito do município de Maringá, está tudo bem, os pais estão sendo orientados...nossa, a situação é caótica, lembrando que as escolas municipais estão utilizando álcool vencido...isto que é prevenção!!!

Anônimo disse...

A INTELIGÊNCIA É TÃO GRANDE QUE É PRECISO A GRIPE REPRESENTAR AMEAÇAS MAIORES QUE A MORTE? CONCORDO COM O COLEGA QUE DIZ QUE FECHOU AS PORTAS PARA O GOVERNO E ABRIU PARA A DOENÇA. É INCRÍVEL. ISTO É MUITO TRISTE. AS COISAS PRECISAM SAIR DE CONTROLE PARA ALGO SER FEITO...É DEPRIMENTE!!!

Anônimo disse...

Me admira muito um homem que se diz tão culto perante a "seus Alunos" agir de tal forma... ontem registrou a primeira morte em Maringá... Eu sou aluna, na minha sala uma grande parte dos alunos são de fora, eles estão assustados porque nos onibus que os transporta uma grande maioria esta com gripe, e essas pessoas não estao tomando medidas... e o Cesumar muito menos... No curso de enfermagem a sala do primeiro ano, metade dos alunos estão com gripe, e não procuram ajuda, e também não usam proteção, não sei o que é pior, ver esse descaso por parte de um Reitor ou por parte daqueles que estão gripados e estão pondo outras pessoas em risco

Anônimo disse...

CESUMAR agiu da maneira correta, nao adianta suspender as aulas, mas tomar medidas de segurança o que foi feito pela Instituição, que foi com sua equipe verificar de sala em sala os alunos que estavam resfriados, suspendendo a aula somente para quem necessitava. Colocaram alcool em gel em todos os banheiros e ainda distribuiram cartazes de conscientização por toda instituição.
PARABÉNS AO CESUMAR POR SUA INICIATIVA, SUSPENDER AS AULAS NAO ERA A SOLUÇÃO!!!