terça-feira, 6 de outubro de 2009

História da Cachaça

Wil Scaliante
Quem nunca bebeu uma cachacinha? Esta bebida brasileira esteve presente em vários momentos da história do nosso país. Em meados dos séculos XVI e XVII a bebida era usada como moeda na compra de escravos. A coroa incomodada com a queda da venda do vinho português na colônia e alegando que a bebida prejudica a retirada do ouro das minas, proibiu o consumo da cachaça. Como a medida não surtiu efeito, decidiu-se taxar o destilado. Em 1756 a aguardente foi um dos produtos que mais contribui para a reconstrução de Lisboa, que havia sido destruída por um terremoto.
De acordo com o Dr. Francisco José de Lacerda e Almeida durante suas viagens entre 1780 e 1790, trouxe importantes depoimentos de homens, que juravam que graças a aguardente, não perderam suas vidas depois de terem sido picados por cobras. Como símbolo dos ideais de liberdade a tão famosa cachaça percorre a boca dos inconfidentes e da população que apoia a conjuração mineira. Com a implantação da economia cafeeira, a cachaça é deixada um pouco de lado. Hoje a bebida brasileira é conhecida internacionalmente, e no Brasil há quem goste de manter a tradição e sempre que vai beber a branquinha joga um gole pro santo. Um bom gole aos apreciadores e cuidado com a ressaca.

Nenhum comentário: