sábado, 3 de abril de 2010

Ação fecha central de moto táxi e fiscaliza oito estabelecimentos

Wil Scaliante, Carlos Emar, Chico Verri e Jean Jardim

AIFU passou por vários bairros da cidade abordando cidadãos e estabelecimentos, a previsão é fazer essa operação conjunta três vezes por semana

Na noite desta ultima quinta-feira (1) foi realizado mais uma operação do AIFU (Ação Integrada de Fiscalização Urbana) composta no dia pela Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros e órgãos de abordagem e fiscalização ligados à prefeitura de Maringá. A Ação abordou oito estabelecimentos na cidade, passando por seis bairros (Vila Santa Isabel, Jardim Industrial, Maringá Velho, Residencial Tuiuti, Vila Esperança e Requião). Uma central de moto táxi, que funcionava na Rua Vitória, da Vila Esperança, foi fechada por falta de alvará.

Durante a operação além de se verificar a documentação do estabelecimento, a Policia Militar revistou as pessoas que estavam no local, alguns proprietários ficaram incomodados. “Tem bar por aí, que os caras tão sem alvará, não tem nada, está tocando na boca. Eles já bateram duas vezes em uma semana, bateram errado, tem que bater no lugar certo”, reclama Silvanil da Silva, proprietário do Bar do Nil, no Conjunto Requião. O dono do estabelecimento, ainda afirma que por medidas de segurança a operação é válida, principalmente em seu bairro. Incomodado com a abordagem policial, proprietário de um outro local fiscalizado pela Ação, não quis ser identificado e entrevistado.

Três vezes por semana é a previsão de operação da Ação, a qual, segundo o Sargento da Polícia Militar, William de Paula, em média atende dez ocorrência por dia. A Ação Integrada de Fiscalização Urbana é responsável pela verificação do alvará de funcionamento, licença sanitária, instrumento de prevenção de incêndios e documentação para venda de bebidas, jogos, som ao vivo, entre outros. “A Aifu existe há seis anos e, tenta solucionar os problemas da cidade, principalmente, do comércio, fazendo um pente fino” declara o Tenente Urbano, da Polícia Militar.

Um comentário:

Wilson Rezende disse...

Wil toda torcida hoje para o nosso Peixe:

Sou alvinegro da Vila Belmiro
O Santos vive no meu coração
É o motivo de todo o meu riso
De minhas lágrimas e emoção

Sua bandeira no mastro é a história
De um passado e um presente só de glórias
Nascer, viver e no Santos morrer
É um orgulho que nem todos podem ter

No Santos pratica-se o esporte
Com dignidade e com fervor
Seja qual for a sua sorte
De vencido ou vencedor

Com técnica e disciplina
Dando o sangue com amor
Pela bandeira que ensina
Lutar com fé e com ardor